segunda-feira, maio 21, 2012

Rotineiricidades #5 - Escrevendo no almoço

O cansaço se lhe fez insuportável e, nesse estado, aquele banho se lhe afigurou tal e qual uma satisfação sexual, parecia que derretia, que gozava, ejaculando-se e escorrendo-se junto com a água fria que caía abundantemente. Quando voltou à cama encontrou-a em um estado de semiconsciência, dormitando como uma criança exausta. Deitou-se bem devagar para não acordá-la. Abraçou-a por trás, encaixando-se perfeitamente no seu corpo esguio. Ela deu mostrar de querer acordar e ele prendeu a respiração sem fazer movimento algum. Esperou um pouco e respirou bem fundo, depois beijou-a na nuca e sussurrou-lhe algo que só foi ouvido nos seus sonhos.



2 comentários:

Aline Rodrigues disse...

Adorei a metáfora textual... escreves super bem!!

Anônimo disse...

Você é muito sensível aos sentimentos humanos e tenta sempre passar a sua verdade com argumento engenhoso, para embaraçar seus momentos de “Rotineiricidades”. Você tem muitos dons...
Brícia Vaz